Things Take Time é um monitor de televisão de tubo que emula um relógio de ponteiros. A cada minuto completado surge na tela uma mensagem escrita que dura um segundo. No tempo restante somente o áudio é transmitido pelo aparelho. 

 

Este trabalho aborda diversas reflexões sobre o tempo cronológico e o tempo das coisas.

 

De início há a constatação de como uma medida imposta como regra (um minuto) pode ser experienciada de maneiras muito distintas a depender do receptor, do ambiente e da maneira como o trabalho é observado.

 

Quanto tempo dura um minuto? Qual o nível de deformidade deste tempo estabelecido há séculos atrás em relação ao tempo que experienciamos no mundo contemporâneo, onde o advento das novas tecnologias transforma e desconfigura cada vez mais essa medida ancestral?

 

O tempo das coisas se apresenta aqui na forma de um aparelho em desuso (um televisor de tubo) que se faz passar por outro dispositivo também quase raro (um relógio de ponteiros), num cruzamento que resulta em um objeto tecnológico não categorizado, que se apresenta como um novo e possível híbrido, porém já nascido obsoleto. 

A proposta de montagem da instalação contempla o televisor posicionado sobre uma base que emula uma coluna grega, promovendo um ambiente com um certo ar kitsch e decadente onde essas peças de épocas tão distintas parecem compelidas a conviverem juntas. É sugerida a colocação de uma cadeira ou poltrona para que o público possa apreciar a obra e literalmente “sentar para ver o tempo passar”.

> VÍDEO TEASER DA OBRA 

:: Things Take Time, 2019 - televisor de tubo de dimensões variáveis exibindo em looping vídeo 640 x 480p com 1”00’ de duração. 

> VÍDEO EXIBIDO NO MONITOR

> VISTAS DA OBRA

Things Take Time | 2019

Things Take Time | 2019

vista da obra montada.

Things Take Time | 2019

Things Take Time | 2019

vista da obra montada.